Gordura abdominal: 8 alimentos que ajudam eliminá-las! Veja!

1 Semente de chia:
A semente de chia tem uma capacidade específica de absorver água e criar um gel que pode ser misturado com alimentos, para aumentar o seu volume, sem ocasionar nenhum tipo de variação em relação ao sabor e ao valor calórico do alimento. Segundo um estudo do Jornal Europeu de Clínica Nutricional, a adição de chia na dieta pode ajudar a controlar os níveis de glicose no sangue e deixar a pessoa satisfeita por mais tempo.

Como e quanto consumir: de 2 a 4 colheres de sopa por dia, no iogurte, na salada, no suco… Mais macia que a linhaça, não precisa ser triturada. Outra opção é cobrir meia xícara de chia com três de água. Deixe descansar por 10 minutos, passe para um vidro fechado e use a mistura aos poucos. Guarde na geladeira por até três semanas.

2.Temperos:
Com ação termogênica, especiarias como canela, gengibre, pimenta e mostarda elevam a temperatura do organismo acelerando o metabolismo em até 20%. Por causa da capsaicina (substância responsável pelo sabor picante), as pimentas também ajudam a controlar o desejo de doce.

Como e quanto consumir: a pimenta vermelha (3 gramas/dia), o gengibre (1 colher de chá/dia) e a mostarda (2 colheres de chá/dia) realçam o sabor de carnes, refogados e molhos de salada.

3.Azeite extravirgem:
É o melhor exemplo de que nem toda gordura faz mal. Muito pelo contrário. O azeite de oliva extravirgem oferece atributos especialíssimos à saúde. Ele é rico em ácidos graxos monoinsaturados, como o ácido oleico, que melhoram o perfil das gorduras do sangue: abaixam o colesterol ruim e aumentam o bom. Além disso, por ser prensado a frio, o extravirgem é tão puro que pode ser comparado a um suco de frutas: preserva os antioxidantes da azeitona, notadamente os polifenóis e a vitamina E. Os demais óleos vegetais recebem solventes químicos ao passarem pelo processo de refinação e com isso perdem boa parte desses agentes benéficos.
Os antioxidantes do azeite impedem a ação dos radicais livres que provocam a oxidação do colesterol e o acúmulo de placas de gorduras nos vasos, concluiu um trabalho realizado por bioquímicos da Universidade Estadual Paulista em Botucatu, no interior de São Paulo, comprovando o que havia sido demonstrado em pesquisas anteriores conduzidas na Europa (sobretudo em países mediterrâneos, como Itália, Espanha, França e Grécia) e nos EUA.

Como e quanto consumir: 2 colheres de sopa por dia, na salada, na massa, nos legumes cozidos…

4.Probióticos:
Alimentos com bactérias vivas benéficas ao organismo, os iogurtes e leites fermentados probióticos ajudam a reduzir significativamente a gordura abdominal. Além de contribuir para o bom funcionamento do intestino.

Como e quanto consumir: de 1 a 2 porções todos os dias. Dê preferência para as versões desnatadas e sem açúcar.

5.Frutas vermelhas:
Morango, jabuticaba, uva, cereja, amora, açaí e framboesa são campeões em antocianina. Pigmento responsável pela cor vermelho-arroxeada dessas frutas, ele também tem uma função antioxidante que ajuda na queima de gordura abdominal.

Como e quanto consumir: de 1 a 2 xícaras por dia da fruta in natura.

6.Abacate:
Rico em gordura do bem, essa fruta tem o poder de amenizar o aumento das células gordurosas entre os órgãos abdominais. Traz ainda glutationa, substância que contribui para equilibrar os níveis de cortisol – em excesso, esse hormônio do stress emperra a dieta e infla os pneuzinhos.

Como e quanto consumir: 3 colheres de sopa por dia sem açúcar e, de preferência, antes de dormir.

7.Óleo de coco:
Estudos recentes confirmaram que esse derivado do coco melhora o funcionamento da glândula tireoide, acelerando o metabolismo e a queima de gordura. Isso se deve ao tipo de gordura (triglicerídeos de cadeia média) do óleo, que, ao chegar ao fígado, vira energia rapidamente. Mas são suas substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias que se encarregam de secar o abdômen.

Como e quanto consumir: de 2 a 4 colheres de sopa por dia, na salada, na sopa ou nos refogados. Consumido pela manhã, de preferência em jejum, ajuda a reduzir o apetite ao longo do dia.

8.Vinagre:
Principal substância do vinagre, o ácido acético é polivalente: acelera o metabolismo, evita picos de insulina no sangue (reduz o risco do organismo acumular gordura) e inibe o apetite. Destaque para o vinagre de maçã: Além de atuar no controle de peso, esse tipo de vinagre é mais eficaz na ação diurética e na eliminação de toxinas.

Como e quanto consumir: de 1 a 2 colheres de chá diluídas em um copo de água ou de suco light, antes das refeições. Ou, ainda, como tempero da salada.

Obs: este site dá dica de saúde alternativa.Não substitui um especialista.Procure sempre seu médico