Não jogue fora as cascas dos alimentos.Saiba por quê!

Retirar as cascas dos alimentos, é uma prática cultural e que fazemos de forma automática. Por exemplo, estudos comprovam que a casca da batata tem mais vitamina C que a laranja. Outra curiosidade é que a casca das verduras, frutas e legumes, além de vários nutrientes importantes, é rica em fibras. A ingestão de fibras é crucial na dieta para quem pretende perder peso.

Casca de maracujá – Rica em niacina (importante para o metabolismo energético das células). Ajuda a eliminar as toxinas do organismo. Excelente fonte de cálcio e fósforo. A farinha feita das cascas de maracujá.São excelentes para diabéticos, pois tem uma elevada concentração de pectina, fibra que baixa os picos de glicose.

Casca de abóbora – Rica em fibras, potássio, betacaroteno, luteína e zeaxantina (protege a visão) e vitaminas A e C (antioxidantes). As sementes são ótimas fontes de betacaroteno, ômega 3 e minerais (zinco, manganês, magnésio, fósforo, ferro e cobre). Fonte de proteína, aminoácidos triptofano e arginina, fitoesteróis, atua como vermífugo. Cozinhe as cascas juntamente com a abóbora e toste as sementes no forno, são um excelente aperitivo.

Casca de laranja – Mais rica que a própria polpa, possui nutrientes como a vitamina C e fitonutrientes, auxilia na digestão e alivia os problemas gastrointestinais como a acidez e azia. Geralmente utilizada para compotas, caldas caramelizadas, em massas de bolos e vitaminas.

Casca de abacaxi – Contém mais vitamina C que a polpa. É rica em proteínas, fibras, cálcio, potássio e ferro. Aproveite-as para fazer sumos, bolos e chás.

Casca de melão – Tem quase seis vezes mais cálcio e fósforo que a própria polpa. Possui alta concentração de potássio. Depois de cozida pode usar em saladas e geleias.

Folhas da cenoura – Ricas em vitamina A. São um ótimo substituto da salsa.