Método simples e natural para reduzir os níveis de açúcar no sangue.

Mesmo que precisemos de açúcar para ter energia em nosso dia a dia, ultrapassar os limites pode nos levar à pré-diabetes e, se não controlada de forma adequada, a algum tipo de diabetes. (O excesso de glicose no sangue, a glicemia, danifica nossa saúde.)

Aquelas pessoas que já sofrem algum tipo de diabetes devem ser especialmente cuidadosas com sua dieta e monitorar seus níveis de glicose constantemente.

Logo, é recomendado consultar com um especialista antes de incluir essas infusões em sua rotina nutricional.

Para as receitas que daremos a seguir, precisaremos da erva a granel, seja seca ou fresca, que podemos adquirir em mercados ou lojas de produtos naturais.

Veja as opções mais indicadas:

– Ginseng:

O ginseng é um nome usado para designar diversas espécies da família Panax. Mesmo que cresça de modo silvestre em zonas montanhosas, desde Nepal a Manchúria, e desde a Sibéria oriental a Coréia, devido a sua demanda é cultivado também em outros países.
Sua ação redutora de glicose (hipoglicemiante) deve-se ao seu teor de panaxanos, que ajudam nesta função.

Como usar: Tomar diariamente uma xícara de infusão da raiz de ginseng por três meses, depois do trimestre, suspender o tratamento por um mês, depois da avaliação médica pode ser retomado, sem superar nunca o período de nove semanas.

– Feno grego:

O feno-grego é uma planta herbácea anual originária da Europa e Ásia meridional. Utilizada na cozinha oriental como condimento.

Seus usos na medicina são extensos. Esta erva ajuda no tratamento de: Gastrite, Colesterol alto, Inflamações,  bucofaríngeas,Também é benéfico para o fígado.
Graças ao seu conteúdo de cumarinas, ácido nicotínico e trigonelina, é utilizado como substituto de hipoglicemiantes orais no caso de diabetes não dependentes de insulina.

São vários os estudos que demonstram que o feno-grego além de reduzir a quantidade de glicídios absorvidos, melhora a ação periférica da insulina.

Como usar: Tome uma xícara de infusão de feno-grego por dia, durante um mês, descanse por uma semana e repita o tratamento.

– Chá verde:

O chá verde provém da planta do chá (Camellia sinensis) e é originário da China, mesmo que seu consumo tenha se espalhado em todo o planeta. Conta com qualidade oxidantes, graças às catequinas que possui e ao seu conteúdo de betacaroteno e vitaminas C e E.

Sua eficácia ao reduzir os níveis de glicose deve-se ao fato dos polissacarídeos presentes em suas folhas agirem do mesmo modo que a insulina.

Como usar:
Tomar de três a cinco xícaras diárias de folhas de chá verde, por dois meses, Não ingerir a infusão de estômago vazio, depois do tempo de tratamento é necessária uma avaliação médica antes de retomar.

– Camomila:
A camomila é uma planta herbácea anual amplamente conhecida por suas propriedades antiespasmódicas e digestivas.

Também tem qualidades que a tornam apta para tratar outros problemas como: Insônia, dores reumáticas hemorroidas. Além de regular os níveis de açúcar no sangue, a camomila aumenta o armazenamento de glicogênio no fígado e protege o pâncreas do estresse oxidativo causado pelo excesso de glicose.

Como usar:
Beba três xícaras por dia de infusão de flores de camomila depois das refeições.

Para preparar essas infusões:  1 xícara de água quente purificada (250 ml), 1 colher das folhas, flores ou raiz de erva seca da sua escolha (10 g) ou 2 colheres (20 g), se a erva for fresca.


Obs: Todo tratamento, mesmo que natural, deve ser acompanhado por um médico ou até mesmo ditado por este profissional. Algumas substâncias podem ter efeitos nocivos ao organismo de certas pessoas.