Problemas de saúde que o excesso de açúcar no sangue pode causar

Manter o nível de glicose no sangue é importante para prevenir problemas de saúde , por isso é prioritário prevenir e retardar as complicações decorrentes do excesso de açúcar no sangue.

Apresentamos-lhe aqui algumas das razões pelas quais deve evitar o consumo de açúcar.

Inibe o sistema imunológico
O consumo excessivo de açúcar reduz a capacidade de combate dos glóbulos brancos às bactérias, o que resultar
á numa incapacidade do organismo na resistência a doenças infecciosas. O sistema imunológico é a nossa primeira linha de defesa contra tudo, desde doenças menores, como uma constipação ou gripe, para doenças potencialmente fatais como o câncer. Não é possível ser completamente saudável, se o sistema imunológico estiver comprometido.

Agrava a asma e alergias
Incluir açúcar na sua alimentação é um fator que contribui para o desenvolvimento de asma. Crianças que consomem grandes quantidades de açúcar diariamente, têm mais problemas nas vias respiratórias. O açúcar em excesso pode também resultar em reações alérgicas, tais como eczema, sinusite e asma.

Aumenta o risco de Alzheimer
O açúcar e outros hidratos de carbono podem perturbar a sua função cerebral. A longo prazo, o açúcar pode contribuir para uma redução do hipocampo levando ao aparecimento da doença de Alzheimer.

Aumenta a hiperatividade e causa diminuição do desempenho e aprendizagem nas crianças
Sendo uma fonte de energia, entra na corrente sanguínea rapidamente após a sua ingestão, provocando uma descarga de adrenalina. Esta descarga de adrenalina, pode muitas vezes levar a um comportamento hiperativo nas crianças, resultando numa diminuição do desempenho e aprendizagem.

Alimenta as células cancerígenas
As células cancerígenas dependem fortemente de açúcar ou glicose para a produção de energia. Uma vez que as células cancerígenas existam no corpo, dependem do consumo constante de glicose para o fornecimento de energia. Assim, reduzindo o consumo de açúcar e hidratos de carbono, a proliferação de células do tumor pode abrandar, parar e ser invertida.

Afeta os ossos e dentes
O açúcar promove as cáries e a osteoporose. Não é apenas a viscosidade do açúcar que faz com que as bactérias destruam o esmalte. O seu consumo provoca variações de açúcar no sangue influenciando os índices de cálcio e fósforo. O fósforo é um mineral que é importante para facilitar a absorção de cálcio, logo o excesso de açúcar inibe a absorção de cálcio.

Prolongadas alterações de açúcar no sangue farão com que o organismo retire o cálcio que necessita dos ossos e dos dentes, causando cáries dentárias e perda de massa óssea.

Problemas cardíacos
O consumo de açúcar aumenta o risco de morte por doença cardíaca. Pessoas que consumam cerca de 15% das suas calorias diárias através do açúcar, têm um risco maior de morrer de doença cardíaca.

Aumenta o risco de diabetes tipo 2
A ingestão de açúcar pode ser diretamente ligada à diabetes. Dados sobre a disponibilidade de açúcar e a taxa de diabetes, reunidos ao longo de 10 anos num total de 175 países, mostra que a taxa de diabetes aumentou quando a população estava exposta ao excesso de açúcar, e diminuiu quando o consumo de açúcar caiu.

Provoca envelhecimento prematuro
Além de o colocar em elevado risco de muitas doenças degenerativas e cr
ônicas, uma alimentação rica em açúcar também faz com que a pele envelheça. O açúcar também desativa as enzimas antioxidantes naturais do seu corpo, deixando-o mais vulnerável a danos do sol – a principal causa do envelhecimento da pele.