Como preparar água alcalina para perder peso, aliviar a fadiga e prevenir doenças.

O consumo diário de água é um dos melhores hábitos para conservar a boa saúde pois, além de ser parte da composição de nosso corpo, é vital para que os órgãos cumpram suas funções de forma ótima. Desde sempre ouvimos a recomendação de consumir entre 6 e 8 copos de água por dia para manter níveis adequados de hidratação e evitar o desenvolvimento de doenças.

No entanto, em algumas situações o líquido por si só não é suficiente e torna-se necessário um “extra” de alcalinidade para poder regular o pH do organismo. Embora algumas das bebidas que são vendidas no supermercado prometam oferecer este efeito, a verdade é que é mais conveniente prepará-la em casa a partir de ingredientes orgânicos.

Com isso não apenas conseguimos diminuir os níveis de acidez no sangue, mas também proporcionamos ao corpo uma ampla variedade de nutrientes que o beneficiam. Hoje vamos ensinar uma receita para fazê-la de forma econômica, saudável e com muitas propriedades benéficas para a saúde.

Por que usar água alcalina? Antes de preparar a sua própria água alcalina em casa é importante conhecer quais são suas vantagens e por que deveríamos incluí-la na dieta várias vezes por semana. Para começar é primordial saber que o pH de nosso organismo é medido entre 0 e 14, sendo 7 o ponto neutro, acima de 7 o ponto alcalino, e abaixo de 7 o ponto ácido. Estima-se que para que o corpo se mantenha saudável o pH deve se manter entre 7,35 e 7,45.

As dietas atuais são cada vez mais ácidas e as pessoas não são conscientes de que um grande percentual dos alimentos comuns em nosso dia a dia são os que alteram este nível. Como consequência, os órgãos apresentam uma série de dificuldades para cumprir suas funções, e dado que a presença de toxinas aumenta, os tecidos se deterioram e podem surgir doenças graves.

De fato, a acidez pode levar à morte de algumas células e, no pior dos casos, as estimula a se transformarem em células cancerígenas. Por esta razão é primordial melhorar os hábitos alimentares e diariamente ingerir pelo menos um copo de água alcalina. Esta bebida natural promove a expulsão das impurezas ácidas e equilibra o pH do sangue para uma correta oxigenação das células.

Seu consumo regular aumenta a hidratação do corpo, diminui a fadiga e previne os sintomas do envelhecimento precoce tanto interna quanto externamente. A água alcalina é preparada acrescentando sal rosa do Himalaia e limão à água limpa e purificada. Ela oferece grandes quantidades de vitamina c, bioflavonoides, pectina e minerais essenciais que protegem o sistema imunológico, digestivo e cardiovascular.

Também contém óleos essenciais como o limoneno e o alfa-tujeno, cujos efeitos antioxidantes ajudam a minimizar os efeitos negativos dos radicais livres. Seu consumo moderado contribui para perder peso de forma saudável, combate a retenção de líquidos e acalma as dores de cabeça decorrentes da tensão.

Também aumenta a energia física e mental, reduzindo os sintomas do estresse e a irritabilidade. Os passos de preparo são muito fáceis de seguir e os ingredientes podem ser adquiridos a um custo baixo em lojas de produtos naturais e ervas.  Veja como preparar:

Ingredientes:1 limão orgânico, 1 colher de chá de sal do Himalaia (5g), 2 litros de água purificada, Preparo: Desinfete o limão com um pouco de água e vinagre de maçã. Em seguida, corte-o em várias rodelas e coloque-o em uma jarra com dois litros de água purificada. Incorpore a colher de sal rosa do Himalaia, mexa com uma colher de silicone e deixe repousar durante toda a noite em temperatura ambiente. Na manhã seguinte beba um ou dois copos meia hora antes do café da manhã.

Obs: Esta bebida alcalina não é indicada para pessoas com pressão arterial alta. A dose não deve superar os três copos por dia, já que também não é bom alcalinizar excessivamente o organismo. Para resultados ótimos, é fundamental apoiar esta bebida com o consumo de 6 copos de água por dia, manter uma alimentação rica em antioxidantes e praticar atividade física regularmente. Além disso, é preciso reduzir o consumo de fast food, enlatados e processados, já que são uma fonte potencial de toxinas. Este site fala de tratamentos naturais alternativos. Portanto, não substitui um especialista. Visite o seu médico regularmente.