Alerta: AVC é cada vez mais comum, entre pessoas que foram ao cabeleireiro. Saiba porquê!

Dave Tyler foi a um cabeleireiro cortar e lavar seu cabelo e três dias depois quando estava a caminho de uma reunião de trabalho ele desmaiou. Ele foi levado às pressas de ambulância para um hospital local, e descobriu que teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Ele tem apenas 45 anos, e é pai de dois filhos, e de repente ficou incapacitado até de dirigir seu próprio carro. 6 anos após o incidente, ele ainda sofre de complicações, e não equilibra o corpo para funções básicas, segue com acompanhamento médico.1

Segundo os médicos o motivo para isso ter acontecido é chocante. O AVC foi causado pela forma como foi posicionada sua cabeça, ela foi colocada para trás enquanto lavavam seu cabelo, isso causou um coágulo de sangue em sua cabeça.

Essa posição é normal em salões do mundo todo, mas pode levar a essa condição desastrosa por conta do ferimento de uma de suas veias, o que resulta em um coágulo sanguíneo, e isso causa o AVC.2

Jornalistas descobriram que o pai de 2 filhos não foi o único a sofrer com esse problema e por isso, Dave pede para que compartilhem sua história no mundo todo, ele processou o cabeleireiro, e recebeu quase 113.000 dólares (350.204 reais / 94.100 euros).

A “Síndrome do Salão de Beleza”, como é chamada desde 93 fez nova vítima, uma mulher, também britânica.

Estudos comprovaram que a posição usada para lavar cabelos (com o pescoço voltado para trás sobre a borda de uma pia) reduz o suprimento de sangue para o cérebro, fator desencadeante para um AVC.

Como evitar

Médicos recomendam que as pessoas adultas e idosas não inclinem a cabeça para trás a mais de 15 graus. Pode-se evitar esse rompimento da veia utilizando almofadas macias e toalhas.4

O caso de Dave serve de alerta para o mundo. Se você tiver que lavar os cabelos em um salão de beleza e se sentir desconfortável, peça uma toalha ou almofada. Não corra o risco novamente!