Alternativas naturais que amenizam os sintomas do bruxismo.

 

 
Fonte: Reprodução/ Google
 
Caracterizada pelo ato de ranger e apertar os dentes de forma involuntária, o bruxismo é uma doença séria e que merece atenção. O problema provoca um desgaste nos dentes, dor na musculatura ao abrir e fechar a boca, hipertrofia dos músculos, dores de cabeça constantes e até doenças periodontais. Ocorre com maior frequência durante o sono noturno, o que dificulta que o portador do problema perceba sua condição.

É muito provável que a intensidade do bruxismo aumente durante a noite, enquanto dormimos. Pela manhã, é muito comum sentir muita dor nas mandíbulas ou gengivas e até pode haver casos de pessoas com dentes quebrados pela fricção e pressão. O mais curioso é que, na maioria das vezes, a causa do problema é emocional, e aqui desvendamos os principais para que você possa reconhecê-los e tratá-los o quanto antes.

Causas mais frequentes do bruxismo:

 

Estresse: a pessoa acumula uma grande quantidade de estresse durante vários dias, semanas ou inclusive meses. Então, ela tem que liberá-la de algum jeito. Nesse caso, rangendo os dentes ou pressionando muito as mandíbulas.

Ansiedade: frente a certos momentos da vida como pode ser o casamento, o nascimento de um filho, uma mudança, uma viagem… Quer dizer, quando estamos ansiosos por alguma coisa que possa acontecer, é mais provável que liberemos as tensões apertando os dentes entre si.

Controlar as emoções: se a pessoa for introvertida, tiver problemas familiares, ou ter dificuldade para dizer o que sente ou pensa, está sob muita pressão, não pode falar abertamente com os seus familiares ou tem que se controlar muito para não dizer o que acontece com ela, pode ser que sofra de bruxismo à noite.

Esgotamento mental: em épocas de provas na universidade, de balanços nas empresas ou de muita quantidade de trabalho intelectual e mental, assim como também de muitas atividades durante a jornada, costumam aumentar os casos de bruxismo.

Tratamentos naturais contra o bruxismo:

 

Diminua o estresse: em primeiro lugar, é preciso liberar as tensões acumuladas de uma maneira mais saudável. O estresse e o nervosismo têm que ser eliminados antes de dormir. O controle emocional é muito importante também. Então, busque de que maneira se livrar de tudo aquilo que estressa você, lhe faz mal ou o deprime. Pode ser praticando esportes, deixando de fazer horas extras ou rescindindo uma matéria da universidade. Tudo por sua saúde.

Por outra parte, se o problema for emocional por guardar todos os sentimentos, é bom que comece a dizer o que acontece com você. O desabafo pode ser frente ao espelho, com um amigo ou um psicólogo. O importante é que o deixe fluir. Talvez encontre uma solução falando do assunto. Não guarde silêncio, se não for necessário. Não deixe que as palavras fiquem atravessadas na sua garganta, porque, depois, é você quem sofrerá.

Faça exercício: Esta é uma excelente maneira de liberar as tensões e eliminar o estresse que pode levar você a ranger os dentes ou apertar a mandíbula enquanto dorme. Algumas pessoas indicam que a melhor maneira é com os esportes de alta intensidade como o boxe, o kickboxing, o spinning ou a maratona. Outros vão optar por disciplinas mais tranquilas como ioga, pilates ou natação. Se não tiver muito tempo livre, pelo menos, saia para caminhar um pouco todos os dias, dance em sua casa ou suba pelas escadas, em lugar de usar o elevador. Você vai se sentir mais relaxado e não vai sofre mais de bruxismo.

 

Limite o consumo de certos alimentos: segundo o que você come pode se sentir mais ou menos estressado e ansioso. Os seguintes alimentos não são bons para sua saúde, sobretudo se você estiver muito alterado e sofrer de bruxismo: açúcar refinado, refrigerantes, frituras, comida rápida, café, chocolate, vinagre, sucos industrializados.

A maioria deles prejudica seus dentes porque debilitam o esmalte. Pelo contrário, as frutas e vegetais (crus) são excelentes para se alimentar, saciar o apetite e evitar a comida que não beneficia em nada. Experimente beber vitaminas e sucos várias vezes por dia. Escolha alfaces e maçãs como jantar.

Beba infusões que tranquilizem: você pode bebê-las em qualquer momento do dia, sobretudo, uma ou duas horas antes de dormir.

 

As ervas mais relaxantes são: Passiflora, Anis, Hortelã, Camomila, Flor de laranja.

Obs: este site fala de tratamentos naturais alternativos. Portanto, não substitui um especialista. Visite o seu médico regularmente.