Irritação vaginal: Causas, sintomas e tratamentos.

Um dos problemas mais comuns que toda mulher pode experimentar em qualquer uma das etapas de sua vida é a irritação vaginal. Trata-se de um sintoma bastante incômodo que pode surgir acompanhado de maus odores, vermelhidão e dor dependendo da causa que a origine.

A região íntima está protegida por uma flora microbiana que se encarrega de manter a umidade para eliminar as bactérias prejudiciais e prevenir possíveis infecções. A alteração do fluxo vaginal pode desenvolver irritação e, como consequência, diversas condições que podem ser bastante incômodas.

Conheça as causas: A pele da vulva e da vagina é mais delicada e vulnerável do que a das outras partes do corpo, fato pelo qual existe um maior risco de desenvolver diversas condições. A irritação pode surgir por culpa de uma infecção, uma alteração do pH vaginal ou a alergia a diversos componentes, como os químicos presentes nos produtos de higiene ou o látex dos preservativos.

Vaginose bacteriana: Uma das causas mais comuns é conhecida como vaginose bacteriana(VB) a qual ocorre por um crescimento excessivo de bactérias na vagina, originando sintomas incômodos como ardor, irritação e um corrimento de cor amarelada que pode ter um odor forte.

Cândida albicans: A candidíase vaginal é outro tipo de infecção que ocorre por um fungo chamado Cândida albicans; consiste na proliferação de leveduras na vagina, o que gera um corrimento espesso e esbranquiçado com um forte odor de pão. Na maioria dos casos ela causa irritação na parte interna e externa, e provoca uma incômoda sensação de coceira e ardor.

Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs): Um dos sintomas que alertam a respeito de uma doença sexualmente transmissível é a irritação vaginal. Embora esta seja a sua origem apenas em uma pequena quantidade de casos, o melhor a fazer é consultar um médico para evitar possíveis complicações.

Menopausa: Durante a menopausa ocorre uma série de mudanças hormonais que afetam de forma direta a região vaginal, ao alterar o seu pH e causar ressecamento. Neste caso, é necessário obter ajuda médica para receber um tratamento que permita equilibrar os hormônios para impedir a irritação e reduzir os riscos de infecção.

Alergias: O uso de produtos químicos alergênios é uma causa muito comum da irritação vaginal. Eles podem estar presentes em artigos como: Papel higiênico perfumado, Sabonetes e detergentes, Produtos desodorantes íntimos, Lenços umedecidos, Absorventes externos e internos.

Soluções naturais contra a irritação vaginal: No caso de infecções ou DSTs, é importante consultar um especialista para receber um diagnóstico preciso antes de dar início a qualquer tipo de tratamento. A nível geral, existe uma série de remédios caseiros que podem ser úteis para aliviar os sintomas e combater as bactérias de forma natural.

Arnica: Esta planta tem uma poderosa ação anti-inflamatória que favorece a cicatrização da pele para aliviar a coceira e a dor. Como utilizá-la? Prepare uma infusão com as folhas ou o extrato da planta e aplique de forma externa.

Calêndula: A calêndula é um dos melhores remédios para aliviar os problemas associados à região íntima. Ela conta com um efeito antibiótico que ajuda a prevenir e combater as infecções para aliviar as possíveis dores e a inflamação. Como utilizá-la? Devemos fazer lavagens vaginais externas com o líquido resultante da sua infusão.

Hamamélis: As propriedades anti-inflamatórias desta planta podem diminuir a coceira e o ardor na região vaginal enquanto combate a infecção. Como utilizá-la? Deve-se umedecer um pedaço de algodão ou um pano com água de hamamélis e passar nas áreas externas afetadas.

Iogurte com probióticos: O consumo e a aplicação de um iogurte natural com probióticos é um dos melhores remédios para aliviar a irritação. Este tipo de cultivo bacteriano saudável ajuda a diminuir os agentes patogênicos prejudiciais para restaurar o pH natural da flora vaginal.

Importante: Embora muitas mulheres ainda sintam uma certa vergonha na hora de tratar condições relacionadas à sua saúde íntima, é fundamental consultar um médico quando sentir este tipo de incômodo. A vagina é bastante delicada e deve ser cuidada de forma adequada para evitar o desenvolvimento de doenças e sintomas de maior gravidade. Obs: Este site fala de tratamentos naturais alternativos. Portanto, não substitui um especialista. Visite o seu médico regularmente.