Menino vende desenhos na rua para ajudar mãe paralítica

Esta é a história de Bryan, um jovem venezuelano de 14 anos, que fez questão de ajudar financeiramente a mãe, que infelizmente ficou permanentemente paralisada.

Quando sai da escola, Bryan dirige-se à estação de metro para vender os seus desenhos, uma vez que não pode fazer mais que isso por causa da idade.

Muitas pessoas e comerciantes do local ficaram sensibilizados com a situação do jovem e protegeram-no de intimidações e violência, que ele sofria na rua.

Bryan teve de lutar sozinho contra a depressão da mãe desde cedo, e há dois meses ela tentou suicidar-se ao saltar de um quarto andar mas acabou ficando com ferimentos graves e paralisada para o resto da vida.

Apesar dele nunca se sentir amado pela mãe, sente que precisa ajudar, principalmente agora que ela é dependente.

Ele tem que ajudar a mãe em praticamente todas as tarefas, como ir ao banheiro e tenta contribuir financeiramente.

Embora já tenha sofrido tanto em tão pouco tempo de vida, o jovem recusa-se a desistir e ainda não perdeu a esperança de vir a ter um futuro melhor e sonha poder continuar a estudar. Pretende no futuro estudar economia na faculdade. COMPARTILHE!