Mulher arrasa companhia aérea por ter sido chamada de “senhora” em vez de “doutora”

Independentemente da nossa profissão, todos nós somos merecedores de respeito, e também não devemos achar que somos melhores ou piores que os outros por causa do nosso emprego.

Quem não pensa assim é uma mulher chamada Siobhan O’Dwyer, que criticou duramente a equipe de uma companhia aérea por não lhe chamarem de “doutora”.

Siobhan é professora, e não gostou quando os funcionários da Qantas Airways se dirigiram a ela como “senhora” em vez de “doutora”, embora fosse esse o título no seu bilhete.

Após voar com a empresa, Siobhan escreveu o seguinte no Twitter:

“Olá @Qantas, o meu nome é Dra. O’Dwyer. O meu bilhete diz Dra. O’Dwyer. Não olhem para o bilhete e depois para mim e pensem que se trata de um erro para depois me chamarem de Senhora O’Dwyer. Eu não passei 8 anos na universidade para ser chamada de senhora.”

A Dra. O’Dwyer, atualmente empregada no Reino Unido, foi premiada na Exeter Medical School, e fez questão que todos soubessem as suas habilitações. Depois do reparo feito nas redes sociais, ela recebeu muitas críticas.

Em resposta às declarações da mulher, a Qantas Airways escreveu: “Estamos extremamente orgulhosos da nossa tripulação, que atende respeitosamente os nossos clientes todos os dias e desempenha um papel vital na sua segurança.”

Após os comentários negativos, a mulher voltou a desabafar no Twitter: “Isto não foi sobre o meu ego. Foi sobre destacar um dos milhares de sexismos que as mulheres sofrem todos os dias. Não é sobre o título, é sobre o fato de que isto não teria acontecido se eu fosse um homem”.

O que acha desta história? COMPARTILHE!