Se costuma comer brócolis, deve saber isto imediatamente!

Existem estudos e pesquisas que garantem que o brócolis ajuda a perder peso e age na prevenção do câncer. Essa informação foi dada na Universidade Kanazawa, onde cientistas descobriram que os brócolis são aliados no controle do peso.

Esta vantagem é devido sua quantidade de fibras e de sulforafano, uma substância que agiliza a queima de calorias, além de estimular as bactérias positivas do intestino. O experimento foi concretizado em ratos de laboratório.

Foi possível concluir que os que adquiriram o sulforafano junto a uma dieta gordurosa, apresentaram um ganho de peso 15% menor em comparação às cobaias do outro grupo, que recebeu a mesma dieta, sem os brócolis.

Além de ser aliado na perda de peso, o sulforafano é eficaz na prevenção e no tratamento contra tumores: resultados de uma pesquisa do Instituto Linus Pauling, nos Estados Unidos, que apontam que a substância destrói células cancerígenas e conserva as saudáveis.

Este vegetal contém também: fibras, ômega 3, fitosterol, carotenoides, vitaminas A, B, C, E e K, entre outros nutrientes.

É importante lembrar que para preservar os nutrientes do brócolis, é preciso consumi-lo cozido ou no vapor, o que mantém sua aparência tenra e preserva as fibras contidas. Além desses benefícios, os brócolis também contribuem para:

Ação desintoxicante ao organismo; prevenção de doenças cardíacas; ação anti-inflamatória, proteção à saúde dos olhos; prevenção de problemas estomacais; Fortalecimento do sistema imunológico; Proteção contra infecções; Reposição de vitaminas D no organismo.

Cru, cozido no vapor ou fervido: Como ele é mais nutritivo?

A maneira de preparar o brócolis pode afetar na quantidade e quais nutrientes serão obtidos. Se o objetivo for, por exemplo, absorver seus benefícios anticancerígenos, o ideal é não cozinhá-lo por muito tempo.

Um estudo da University of Warwick, feito em 2007, descobriu que ferver o brócolis pode minar os efeitos das enzimas do alimento que combatem o câncer. Neste estudo os pesquisadores estudaram os efeitos de ferver, cozinhar no vapor, cozinhar no micro-ondas e fritar o brócolis e alguns outros vegetais frescos para saber o quanto cada método modificaria a composição nutricional dos vegetais.

Ferver foi o método que levou às maiores perdas de nutrientes que combatem o câncer. Quando o brócolis foi cozido no vapor por até 20 minutos, colocado no micro-ondas por até três minutos e frito por até cinco minutos não houve perda significativa de substâncias preventivas ao câncer. O estudo também constatou que o brócolis cru mantém todos os seus nutrientes, mas também é mais propensos a irritar o sistema gastrointestinal e causar gases.

Apresentam algumas contraindicações surpreendentes

De acordo com o médico espanhol David Mariscal, quem sofre de hipotireoidismo, isto é, quando a glândula tiroide apresenta um funcionamento irregular e produz pouca quantidade de hormônio na tireoide, deve evitar consumir brócolis.

Outro aspecto negativo dos brócolis é a sua acidez: uma investigação da Universidade de Dundee, no Reino Unido, a acidez dos brócolis assados é semelhante à dos refrigerantes, podendo danificar os dentes. A acidez é menor quando estes são cozidos ou colocados na sopa.

Quem sofre de problemas digestivos e insuficiência renal deve limitar o consumo de brócolis e evitar ingeri-los quando estão crus, sendo recomendado consultar um médico. COMPARTILHE se gostou do post!

Obs: Este site fala de tratamentos naturais alternativos. Portanto, não substitui um especialista. Visite o seu médico regularmente.