Sua filha estava a beira da morte, e ele não tinha dinheiro, o que ele fez foi chocante. Veja!

Ajudar os outros é uma das maneiras pelas quais o mundo nos ensina que somos humanos, devemos nos apoiar mutuamente.

Às vezes, a necessidade leva as pessoas a cometer erros que talvez nunca tenham pensado que poderiam cometer, o que poderia levar a consequências muito graves. Um exemplo disso é o que aconteceu em  Frenillo-Zacatecas.

Este é foi um caso de assalto justificado, por assim dizer, mas vamos ver se você perdoaria Jorge Mendoza, que entrou em uma farmácia local e pegou duas caixas de remédio, escondeu em seu casaco e levou sem pagar.

Os funcionários da farmácia percebeu a situação e chamou a polícia, que se aproximou do lugar antes que o Sr. Mendoza conseguisse fugir com os produtos sem pagar. Como esperado, este homem foi preso, mas logo começou a gritar sua situação e pediu que fosse liberado imediatamente.

Mas qual era a situação? Ele tinha sua filha de 4 anos com febre muito alta em casa há dois dias e não tinha dinheiro para comprar seu remédio. No entanto, isso não teve nenhum efeito sobre os policiais, já que eles afirmam que um assalto é um assalto, e não pode ser ignorado.

O homem continuou com os gritos de desespero, até que finalmente, um policial decidiu verificar os medicamentos e percebeu que, se tratavam de remédios poderosos para baixar a febre.

O que ocorreu foi que o oficial, chamado Raúl Martínez, retirou o caso dos outros policiais, e pediu-lhe intimamente para explicar o que aconteceu, para o qual o Sr. Mendoza explicou sua versão novamente e da mesma maneira e Ele também mostrou uma foto de sua filha ao oficial.

Raul Martinez, além de ser um oficial que estava procurando fazer seu trabalho, é um ser humano e, depois de ouvir a história e ver a foto, as lágrimas saíram dos seus olhos. Depois disso, o oficial, na sua melhor capacidade humana, decidiu pagar os medicamentos na farmácia, que custou 400 pesos (cerca de 65 reais) e também se responsabilizou pela situação.